Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Sem Filtro

“Uma gargalhada por dia nem sabe o bem que lhe fazia:)”

Sem Filtro

“Uma gargalhada por dia nem sabe o bem que lhe fazia:)”

#Sobre a Maternidade#

IMG_6074.JPG

 

 

Quando estás solteira, toda a gente passa a vida a melgar-te e a perguntar quando te casas…quando te casas toda a gente te chateia a dizer para quando vem o bebé…

 

E a pessoinha aqui, depois de, muitos e maravilhosos treinos que fazem bem a literalmente tudo e principalmente à pele😊 lá se fez à vida e engravidou…

 

Todas as pessoas te felicitam e te dizem que é espetacular e és tratada como uma verdadeira Rainha…todos são muito simpáticos e queridos para ti… portanto sentimo-nos verdadeiramente especiais.

 

No entanto, só te conta o lado encantado da parte de engravidar. A parte má, não está incluída no pacote. É um espécie de clube secreto do mal, uma maçonaria de útero.  Normalmente as mães não falam do lado negro de estar grávida, talvez porque a alegria de ter um filho é melhor que tudo o resto.

 

A verdade é que depois de engravidar o teu corpo não te pertence mais. Estás em verdadeira transformação tipo, estás a ver o super homem? Não tem nada a ver. É mais uma versão Fiona. Não interessa o que nós queremos , o que nós queremos está condicionado ao que é melhor para o bebé, a começar pela nossa alimentação. Não podemos beber, não podemos comer marisco, passados alguns meses não podemos. Fodxxx…. Enfim tudo que é muito bom está proibido.

 

Sejamos justos, nem todas as mulheres experimentam enjoos alimentares, mas as que os tem, vomitam em jato como a menina do Exorcista. Não se trata daquele vómito que temos tempo que conseguimos pensar “Mmmm… acho que vou vomitar” e vais a correr parao WC. No segundo “m” estamos a soltar jatos de vómito.

 

Os pés e as pernas vão inchar e não conseguimos mais usar sapatos de salto alto. Começamos a andar à pato. Mas não são apenas os pés que ficam inchados. Os  mamilos vão ficar do tamanho de um ovo estrelado. E as mamas, essas? os homens vão adorar mas sentes-te a verdadeira chicholina com a vertente de pousa copos.

 

Os nossos pés podem aumentar de tamanho para sempre. Espetacular.

 

Caso possas fazer sexo, sim porque muitas grávidas não podem o fazer por alguma peculiaridade médica da gestação, o número de posições vai ser muito limitado. A tua médica disse-te que vais fazer sexo “normalmente”? só se for na casa dela.  Sem contar que vais ficar cansada por qualquer merda, não vais ter pica como antes e provavelmente  já vais estar do tamanho de uma vaca holandesa.

 

Diz adeus às tuas noites de sono. Sim, mesmo antes do bebé nascer ele já não te deixa descansar. Além de cãimbras medonhas e formigueiros, vais provavelmente fazer xixi 347 vezes por noite e só vais conseguir dormir em uma ou duas posições. Algumas mulheres no final da gravidez só conseguem dormir sentadas. Ah e se forem como eu e adorarem dormir de barriga para baixo, preparem-se porque mais cedo ou mais tarde vais ter que dormir “A La Snoopy”. No final, vais te arrastar como uma foca quando estiveres deitada.

 

A vontade constante de fazer xixi não ocorre apenas no período noturno. Acabou aquela cena de, ah e tal, daqui a pouco vou ao WC. Isso ACABOU. Ou mijas onde estás, ou mijas nas calças. E às vezes quando nos rimos, mijamos nas calças sem querer. E quando tossimos também. E quando espirramos também.

 

Além de engordarmos com uma vacas leiteiras fazemos retenção de líquidos, o que vai fazer com que tenhamos um aumento significativo de celulite e  as suas extremidades incham.. Ah sim, existem também uma grande probabilidade de conseguirem ver o lado de dentro do vosso umbigo. A vossa barriga vai ficar igual à barriga daquelas criancinhas africanas com vermes, cujo umbigo salta para o lado de fora.

 

Temos ainda um brinde anal: hemorroidas (para informações técnicas sobre hemorroidas ler: veias inchadas que crescem no Cú). Uma piada de mau gosto da mãe natureza. Como Deus é sádico e ficar com as veias do cú inchadas era pouco, ainda acabas por ter prisão de ventre.

 

Depois de todos estas transformações adoráveis, chega o grande dia: o parto.  Sobre o parto, a nossa maior preocupação, as pessoas comentam que dói e tal, mas tem uns pormenores que ninguém conta.

 

Se for parto normal, sinto-me na obrigação de vos dizer que Deus só pode ser homem, porque se fosse mulher, tinha feito a piroca de um tamanho que comportasse a saída de um bebé.,  Mas não fez, e ainda bem porque senão, não nasciam bebés. Na situação de parto normal a mulher leva literalmente um corte na paxaxa, pombinha, cenaita como lhe queiram chamar.

 

E assim tu pensas; “Então vou fazer uma cesariana, eles adormecem-me e pronto!”. Para começo de conversa, ninguém te adormece, porque se sedarem a mãe, sedam o bebé, então, ups não vais adormecer vais ficar bem consciente e sentir muita coisa, só não vais sentir dor, mas vais sentir uns empurrões e puxões pelo lado de dentro que parece que te estão a atropelar.. Quero dizer, não vais sentir dor na hora, só depois porque não nos podemos entupir de medicamentos porque estamos a amamentar.

 

Já para não falar da verdadeira palavra amamentar que todas as mães adoram eu cá odiei… porque apesar de não conseguir dar de mamar, tive que tirar o leite com bomba… quem inventou aquele aparelho em que nos sentimos como verdadeiras vacas…minha nossa senhora…ninguém merece…posso dizer-vos que é uma visão do inferno…

 

Para além de tudo isto, ainda temos a parte da privação do sono que me põe completamente louca. Essa sem dúvida é algo que me custa mesmo muito. Ah e tal ser mãe é espetacular e porque não nos avisaram que ficamos sem dormir a vida toda, primeiro porque estão doentes, depois porque vão para a escola, depois porque não chegam a casa, depois porque arranjam namorada, depois porque casam, depois porque têm filhos, depois porque somos avós…só de pensar nisto já estou cansada.

 

Mas mesmo depois de tudo de MAU o que vos possa acontecer, que vai acontecer, eu confirmo. Ser mãe é simplesmente maravilhoso, foi a melhor coisa que me aconteceu na vida, adoro simplesmente o meu príncipe David. Adoro o seu sorriso, adoro ouvi-lo chamar-me mamã. Adoro vê-lo a brincar com o seu papá e comigo e adoro sentir que temos a casa cheia de cor e de vida.

 

Ser mãe é ter o coração a bater fora do peito.

 

 

Sobre o Blogue:

Este Blog é sobre tudo aquilo que me apetece dizer, completamente sem filtros, a verdade pura e crua sobre a vida, sobre o amor, sobre as pessoas. É acerca desta, daquela e da outra pessoa. É sobre uma história que ouvi na rua, uma imagem que me inspira.É acerca de histórias verdadeiras com as suas derrotas e glórias. É sobre voltar atrás, sobre dúvidas, sobre recomeçar, sobre viver. É acerca do amor puro … é sobre os nossos sonhos…é sobre acreditar…é sobre sorrisos.. Que as linhas que aqui se coloquem sejam sejam de alguma forma inspiradoras, divertidas e acima de tudo uma lufada de ar fresco, que sejam o que se queira que elas sejam. … “Se a vida te dá limões peça Sal e Tequilha” Existem duas soluções para tudo na vida; O tempo e o f*da-se Os 4 F(s) Essenciais para vida : Foco Fé Força F*da-se

8 comentários

Comentar post